Textos


UMBIGO DE BARBANTE
 
A vela acesa
quando ainda tem luz
é um raio à toa de sol
queimando de dia
a nata noturna da lua.
 
Adeus gordura
pra lamparina.
 
Vê-la derreter.
 
Aos poucos,
a noite
cera
nua
e completamente escura.
 
Pode ser “estar”.
Pode ser “ficar”.
 
Pode até ser
 
que era uma vez
duas esferas
num teto sideral,
suspensas por um fio invisível,
que virá a ser pavio
que se rompe,
visto que é curto.
 
Despencam do firmamento,
 
no excesso e no reflexo
da velocidade da luz,
 
o globo de fogo
e o orbe de cera.
 
Cratera!
 
Dentro dela,
uma luz na cera.
 
Era uma vez
uma vela.





/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/|
 
 
 
 
__________
#foto#
quando: 13/08/2020
onde: Uganda, Buinde
por: Andalaquim
Andalaquim
Enviado por Andalaquim em 30/09/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários