× Capa Textos Livro de Visitas Contato
Grilo Tritri
/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/|
Textos
MISTÉRIOS E METÂMEROS
 
O céu ter cor
e ser espaço.
 
A ave voar.
A águia,
austera e atraente,
rapinar no vôo.
 
A água não ter cor;
e o sangue a ter.
A água não ter odor;
e o suor o ter.
Cor
ser substantivo feminino.
Odor
ser substantivo masculino.
Tudo ter sabor,
menos a água,
princípio de tudo.
A água
ter
três átomos,
três pontos
e três traços.
As águas correrem
e fazerem coro.


Ser sem cor
ser visível.

Depender
de algo invisível
pra sobreviver.

A porção de água,
a massa de ar,
a partícula de Deus.

 
Existir
flor com perfume
e flor com fedor.
 
A minhoca
viver dentro da terra.
O verme
viver dentro da gente.
A gente
viver dentro do útero
e não ser chamado de verme da mulher.
A maternidade.

 
O solo ser
sustento físico,
lar biológico
e alimento químico

da árvore,
sustentável e simultaneamente.
A paternidade, a maternidade e a fraternidade.


A unha,
meio mole, meio dura,
crescer de dentro pra fora
sem causar cócegas.
 
A temperatura
diferente

dos testículos.
 
A seiva e o sangue
circularem
num rio fechado

privado
de cada indivíduo.
 
A placenta
ser tão importante
e descartável.
Formar-se a placenta
de novo.
A gestação.

 
A formação, atividade e ruptura
do umbigo.
 
A ligação, funcionamento e desligamento
da respiração.
 
A vida
estar
num intervalo
entre buracos.
 
Santos e astros
não caberem
no mesmo céu... infinito,
susceptíveis de caírem
num orifício.
 
Tudo isso
me intriga.
 
Mas nada
me é tão instigante
quanto quando vejo
um inseto
no alto de um cômodo,
na superfície plana
e, aos meus olhos, lisa,
paralelamente ao chão,
andando ou parado.
Eu paro e o admiro.
Me incita e me conquista
o inseto em seu firmamento.
Firmamento
num misto de se firmar e de lugar.
Não sei as regras que regem
os detalhes dessa dinâmica.
Observo o fenômeno
pensando que,
de tão extraordinário
diante da minha ignorância,
soa até insensato
o ato do inseto
estar em pé de cabeça pra baixo
no teto

e não cair de lá.
Por ser insólito
aos meus olhos leigos,
me encanto
e me entrego
ao ritual de olhar com atenção
a interação
entre
as rugas do revestimento,
que não vejo,
certas cerdas,
que não vejo,
e secretas secreções,
que não vejo,
mesmo fixando
os olhos.
Olhos simples
para algo interdisciplinar,
que requer
olhos compostos,
como os olhos que olho
pra baixo
pro solo.





/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/|




__________
#foto#
quando: 27/06/2020
onde: Uganda, Kanungu, Buinde, casa do autor
por: Andalaquim
Andalaquim
Enviado por Andalaquim em 04/07/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários