× Capa Textos Livro de Visitas Contato
Grilo Tritri
/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/|
Textos
NEM TUDO QUE FLORESCE É FLOR
 
Há uma família de irmãos
de flores em botões.
Mas não falarei
de desabrochar.
E, sim,
de cinco
primogênitas gêmeas.
Vou falar de brincar.
Cinco primogênitas gêmeas
brincando de aparecer e se mostrar.
 
Juntas,
fazem um pentágono perfeito,
simetricamente dispostas.
Há geometria
na ciranda em que brincam.
Há ciranda
na geometria que formam.
 
Crianças são o futuro.
Fruto, um anagrama quase perfeito.
Flores, a analogia mais bela.
Os botões, os bebês.
 
Trevo de quatro folhas
é um amuleto de sorte.
Esse pentagrama de flores
seria perfeito
para alguma crendice
não fosse ele
a futura
semeadura da morte.
 
Essa é uma planta
específica e extremamente
agressiva, rústica e forte,
que, facilmente,
se alastra e se impõe,
matando o que for verde
por asfixia,
numa colonização solo
sufocante
do campo.
 
Parece encantador
falar de flor
com família e infância.
E ainda lúdico
relacioná-la à ciranda.
E interdisciplinar,
num diálogo didático,
ligar os pontos à geometria.
 
Porém,
diante desse buquê
com máscara de belo,
mas com cara de macabro,
o resto do mato
reza
pra não ser morto.
 
Harmoniosamente arranjadas,
coloridas e bonitas.
Quem diria
que são flores
com fome de falir o camponês?
 
Nem tudo que floresce
merece
ser chamado de flor.
Algumas
têm o pólen
do mau poder
e carregam
o nefasto néctar
do mau caráter.
 
Contra a brincadeira da ciranda das flores,
que, na verdade, é armadilha,
a brincadeira da foice,
que, na verdade, é trabalho sério.
E se brigar no jogo,
a-pela-se ao fogo
e, aí, eu desejo,
ardente e friamente,
vê-las sem êxito e sem fôlego,
agonizantes
na brincadeira de pular fogueira.





/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/|




__________
#foto#
quando: 21/01/2020
onde: Uganda, Kanungu, Karangara
por: Andalaquim
Andalaquim
Enviado por Andalaquim em 22/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários